quarta-feira, 2 de agosto de 2017

aCalopsia: One-Punch Man Volume 1



One, Yusuke Murata (2017). One-Punch Man Volume 1. Palmela: Devir.

Suspeito que é disto que aconteça a quem tenha tido uma dieta mediática composta por séries de televisão japonesas, daquelas onde duplos em fatos exuberantes de espuma e borracha combatem em tentivas de coreografia de luta com maus efeitos especiais, depois de umas generosas destruições urbanas de uma cidade que, se prestarmos atenção, é consistentemente o mesmo cenário, visto de diferentes ângulos para reaproveitar. Se tiverem kaiju à mistura, melhor, naquele sentido de não é assim tão mau que se torne bom, é apenas mau. Ou, talvez, alguma obsessão por jogos de artes marciais indutoras de tendinite carpal, diretos dos velhos tempos das máquinas come-moedas dos salões de jogo. Videojogos onde a combinação repetitiva de botões deveria levar um herói à vitória sucessiva sobre inimigos cada vez mais poderosos, mas que na realidade mal permitiam a aproximação aos mínimos do highscore. Crítica no aCalopsia: One-Punch Man.

1 comentário:

Silvio César disse...

Uma das melhores séries da atualidade. Só cresce a cada número.