sábado, 30 de dezembro de 2017

aCalopsia: Nonnonba

 
Shigeru Mizuki (2017). Nonnonba. Palmela: Devir.

A última crítica de 2017 para o aCalopsia, sobre um livro que foi das melhores surpresas do ano..

A mitologia tradicional em vias de esquecimento num Japão em pleno processo de modernização é revisitada pelo olhar deslumbrado de uma criança, que sente uma enorme curiosidade pelas criaturas fantásticas das histórias de uma velha ama. Em Nonnonba, tradições ancestrais e recordações de infância cruzam-se numa história cativante, que dá a conhecer ao público português um dos grandes marcos da obra de Shigeru Mizuki. Edição da Devir, reforçando com a sua aposta na coleção Tsuru a vontade de trazer aos leitores portugueses autores e obras marcantes do mangá. Crítica completa no aCalopsia: Nonnonba.

Sem comentários: