sexta-feira, 4 de março de 2016

aCalopsia: Os Doze de Inglaterra


Eduardo Coelho (2016). Os Doze de Inglaterra. Lisboa: Gradiva.

Esta reedição de um clássico da banda desenhada portuguesa, publicada originalmente no jornal infantil O Mosquito, é uma das boas surpresas editoriais deste início de 2016. Reaviva na memória pública o trabalho do açoriano Eduardo Teixeira Coelho, um dos grandes desenhadores de BD portugueses. Respeitando o traço do ilustrador, mostra-nos um estilo que deslumbra pela sua espectacularidade, expressividade e consistência. Tem ainda uma forte e rigorosa componente de investigação histórica, sublinhada pelo grande cuidado na verosimilhança de trajes, arquitectura, adereços militares e heráldica. Algumas das vinhetas de Eduardo Teixeira Coelho parecem directamente inspiradas na iconografia dos livros de horas e romances cavalheirescos medievais que chegaram até nós. Crítica completa no aCalopsia: Os Doze de Inglaterra, de Eduardo Teixeira Coelho.

Sem comentários: