terça-feira, 24 de julho de 2018

aCalopsia: Apontamentos de Terror


Mais do que a visão clássica horror, o que está em evidência neste Apontamentos de Terror é a capacidade de arriscar formas inquietantes de narrativa gráfica. A cidade do Porto é palco de quatro apontamentos, capturados pelo lápis de Pepedelrey. Quatro momentos de arrepio, entre o sobrenatural clássico, criaturas mortíferas e a maldade que se oculta no coração humano. Neste livro, um dos mais clássicos nomes da BD contemporânea nacional vira-se para o terror enquanto género narrativo, sustentando um elevado nível de experimentalismo gráfico. Crítica completa no aCalopsia: Apontamentos de Terror.

Sem comentários: