domingo, 13 de maio de 2018

URL


Here Are The Highlights of ILA Berlin 2018 Air Show: Um bocadinho de aerospace pr0n para os fãs de máquinas voadoras.

Algorithmic Transparency Is the Next Disruption for Tech Companies: Uma proposta interessante: estender a transparência para lá das opções disponíveis ao utilizador, para o próprio código dos algoritmos que sustentam as aplicações.

City as Character: A cidade enquanto a verdadeira personagem de obras marcantes da literatura, quer seja Ulisses de Joyce, Berlin Alexanderplatz de Döblin, ou Manhattan Transfer de DosPassos. Diga-se que o que melhor recordo da leitura de Joyce é a vivacidade das ruas de Dublin, cidade que quando visitar, será para seguir nos passos de Bloom e Dedalus.


Secret Nazi experimental plane was an epic piece of vaporware: Aparentemente, o Horten Ho229 nem seria capaz de voar, apesar de ser uma das primeiras experiências de aeronaves de asa inteira (e veio a influenciar o design do B2 Spirit). Fascinante, a ideia de promover aeronáutica avançada quase impossível de chegar além do protótipo como forma de auto-preservação dos engenheiros.

eBay, Organized Crime, and Evangelical Christians: The Ethical Minefield of Studying Ancient Civilizations: Esta história lê-se como uma aventura de Indiana Jones, se este fosse um moralista empedernido. Cidades perdidas, tabuinhas sumérias raras com encantamentos, contrabando arqueológico em zonas de guerra e cristãos extremistas que enriqueceram com lojas de artesanato e decoração. Há aqui argumento para filme...

We Who Are Alive: The End Times On Screen: O sempre intrigante We Are The Mutants mergulha nas suas memórias dos apocalipses low cost da televisão dos anos 60 e 70.

“MUTE” (“MUTE”) Duncan Jones (2018) Inglaterra / Alemanha: Vale a pena ler esta crítica ao filme Mute. nem que seja pela expressão com que qualifica a corrente geração de cinema de efeitos especiais de encher o olho e conteúdos vazios que canibalizam outros media: produções de teletubbies para crescidos. Em cheio, esta.

Every Culture Appropriates: A noção de apropriação cultural, vista com padrões diferentes dependendo da minoria a que se pertence, analisada sob uma perspetiva de cultura como algo não-estanque, permeável às influências de uma sociedade global.

When algorithms surprise us: Um breve catálogo de experiências de machine learning que correram de forma muito, muito inesperada. Treinados para resolver problemas com constrangimentos bem definidos, estes algoritmos encontraram formas surpreendentes de dar a volta às restrições. Começa com um algoritmo treinado para reconhecer ovelhas em fotos que decidiu aprender a reconhecer prados, e passou a identificar fotos de prados como sendo de ovelhas. Segue com, entre outros exemplos, um algoritmo treinado para simular aterragens em porta-aviões que explorou um bug de programação em que despenhar uma aeronave contra a pista daria uma aterragem perfeita. Bizarrias feéricas do machine learning, que apesar de divertidas, sublinham o que pode correr mal com a utilização destes algoritmos.

The meaning of life in a world without work: O mais interessante nas ideias de Yuval Hariri é a forma inesperada como nos leva a pensar em diferentes perspetivas, vertentes inesperadas sobre assuntos que estão muito moldados a uma direcção conceptual. Estamos preocupados com o impacto da automação e robótica no emprego, com a visão de um futuro cheio de desempregados, sem ocupação com significado económico, em busca de soluções, e uma resposta possível não só já existe como tem sido uma constante na história humana. A ritualização religiosa como jogo, uma ocupação sem qualquer sentido para além daquele que lhe é atribuído (uma ideia que poderia estar muito bem aplicada a outros sectores, como o militar, por exemplo), e, essencialmente, a visão que na entropia universal, o sentido das coisas é atribuído por nós:  "In the end, the real action always takes place inside the human brain. Does it matter whether the neurons are stimulated by observing pixels on a computer screen, by looking outside the windows of a Caribbean resort, or by seeing heaven in our mind’s eyes? In all cases, the meaning we ascribe to what we see is generated by our own minds. It is not really “out there”. To the best of our scientific knowledge, human life has no meaning. The meaning of life is always a fictional story created by us humans". Às vezes, Hariri parece ser o mais próximo que podemos chegar da visão que um alienígena teria sobre a humanidade.

Sem comentários: