terça-feira, 27 de março de 2018

The Adventures of Sherlock Holmes



Arthur Conan-Doyle (2004). The Adventures of Sherlock Holmes. Londres: Macmillan Collector's Library.

Este livro reúne as histórias clássicas de Conan Doyle que estabeleceram Sherlock Holmes como a mais marcante personagem da literatura policial. Não sendo o inventor do género de detective de intelecto afinado que resolve mistérios criminosos através da pura dedução, foi Doyle que o refinou, legando-nos a imagem que define a ideia de detective. São histórias fechadas, dependentes da capacidade de reparar em pormenores ínfimos, com histórias que se desenrolam de formas inesperadas. Um merecido marco literário.

A Scandal in Bohemia - Contactado pelo futuro monarca do reino da Boémia (hoje, parte da república Checa), Sherlock mergulha num mistério em que sairá derrotado. O futuro monarca quer recuperar uma fotografia comprometedora, tirada com a atriz Irene Adler, por quem se tinha apaixonado anos atrás. Um fantasma do passado, que poderá colocar em perigo a sua futura união real com a filha de aristocratas conservadores. Há indícios que Irene poderá usar a foto como forma de chantagear o futuro rei, e o seu casamento apressado com um advogado londrino desperta ainda mais suspeitas. Sherlock socorre-se de um elaborado estratagema para aceder à casa de Irene para tentar recuperar a imagem comprometedora, mas acabará por falhar. Irene também tem os sentidos bem apurados e é capaz de reconhecer o detective mesmo com este debaixo dos seus lendários e irreconhecíveis disfarces. O caso acaba por se resolver por si próprio quando em fuga, Irene deixa uma nota a Sherlock detalhando como o descobriu e como realmente tenciona utilizar a foto - não para chantagear o futuro monarca, mas como protecção contra possíveis ações futuras deste. Uma história de inversões, em que o grande detective é derrotado pela intuição feminina e aquele que à partida parece ser a vitima é, de facto, o potencial vitimizador.

The Red-Headed League - É um mistério bizarro, sobre uma estranha sociedade que paga a um lojista com um negócio de baixo rendimento uma quantia apreciável para estar todas as manhãs num escritório a copiar entradas da enciclopédia britânica. Sherlock desconfia de algo mais grave do que uma entidade misteriosa com iniciativas excêntricas. Não lhe é difícil deduzir que o estratagema se destina a afastar o lojista do seu espaço, enquanto um par de refinados meliantes escava um túnel para assaltar um banco na vizinhança.

A Case of Identity - Os poderes dedutivos de Holmes não precisam de muito esforço para deslindar este bizarro mistério. Uma jovem contacta-o, desesperada pelo desaparecimento súbito do seu noivo. Interrogando-a, analisando-a com o seu olhar dedutivo, apercebe-se que os momentos em que se cruza com o noivo coincidem com longas viagens do seu padrasto, um homem jovem que casou com uma mãe viúva por causa de dinheiro. Não lhe é difícil perceber que o noivo e o padrasto são o mesmo homem, com um disfarce que engana facilmente uma vítima algo pitosga. O motivo é perfeitamente venal, o manter a generosa herança da jovem na família.

The Boscombe Valley Mistery - O sempre vitimizado inspector Lestrade (a forma como Sherlock o descreve e se lhe dirige seria hoje qualificado como bullying) convida o detective a deslocar-se a uma vila do interior inglês, a pedido de uma familiar do suspeito de um crime de assassinato. Claro que o poder dedutivo do grande detective depressa conclui que o suspeito está inocente, e que por detrás do crime está uma velha e sórdida história vinda dos tempos em que a vítima, e um seu aparente amigo na Inglaterra actual, viviam aventuras no lado errado da lei nas colónias australianas.

The Five Orange Pips - Sherlock é contactado por um assustado herdeiro, que recebeu a sua fortuna após a morte aparentemente natural do seu tio e pai. Nada nas mortes aponta para assassínio, mas o jovem notou que imediatamente antes as vítimas receberam uma carta contendo cinco caroços de laranja. Um mistério que terá final infeliz, uma vez que o jovem tornar-se-á a terceira vítima, mas mesmo assim Sherlock consegue deduzir quem são os criminosos - elementos do KKK, em busca de vingança vinda do passado do tio do jovem.

The Man With The Twisted Lip - Parece, à partida, um típico caso sórdido de desaparecimento de um homem num dos antros de ópio londrinos. A mulher do desaparecido, um pacato suburbanita que vai e vem todos os dias para a cidade da sua sua casa nos subúrbios, está em pânico, depois de aparentemente o ver a ser atacado numa janela. Não há cadáver a flutuar no Tamisa e o único suspeito é um miserável mendigo. Um homem que Holmes acaba por descobrir ser, afinal, o desaparecido. O seu segredo? Como jornalista, após uma reportagem em que se tornou mendigo durante uns dias, percebeu que poderia ganhar mais seguindo a via do pedinte do que como mero assalariado. E assim o fez, saindo de casa diariamente bem apessoado para chegar a Londres, disfarçar-se como mendigo, e com isso ganhar o suficiente para adquirir uma pacata vivenda e casar-se. No entanto, a ideia de se desmascarado enche-o de horror.

The Blue Carbuncle - Um divertido mistério, cheio de mal entendidos, onde um ladrão pouco convicente perde o produto do seu impulsivo acto graças a um peru. Tudo é descoberto quando um guarda simpático dá a Sherlock um chapéu e um peru, que recuperou ao tentar ajudar um homem a ser assaltado. Como a vítima fugiu, resta a Holmes deduzir a sua identidade, mas o mistério adensa-se quando, dentro das entranhas do animal, se encontra uma jóia rara roubada há pouco tempo. O fio da narrativa acaba por conduzir o detetive ao irmão de uma criadora de perus, um homem que não tendo instintos criminosos, cede momentaneamente  à tentação de enriquecer.

The Speckled Band - Quando Sherlock recebe um pedido de ajuda de uma jovem em desespero, tudo aponta para que seja o seu padrasto o responsável pela morte da irmã, bem com dos acontecimentos que a ameaçam. Homem taciturno, retirou-se para uma casa aristocrática após alguns anos como médico na índia, e o único rendimento que tem depende de manter as filhas na família. Resta saber o como os crimes acontecem, e só a intervenção de Holmes, acompanhado pelo temerário Watson, vai despoletar acontecimentos que levam à morte do criminoso. O culpado? Uma serpente venenosa trazida da Índia, que se assusta durante a noite quando o criminoso a lança em direção ao quarto onde pensa estar a filha adoptiva, mordendo-o com uma dentada fatal.

The Engineer's Thumb - a história incrível das peripécias nocturnas de um engenheiro, paciente urgente do Dr. Watson, que lhe aparece no consultório com um dedo cortado, permitem a Holmes desmascarar um perigoso bando de falsários, que numa pacata aldeia dos arredores de Londres se dedicavam a cunhar moeda falsa. O que os desmascara? O raciocínio rápido do engenheiro, em risco de ser esmagado pela prensa hidráulica que foi contratado para reparar, sob a falsa informação que se tratava de uma operação mineira incipiente.

The Noble Bachelor - A sociedade londrina e a Scotland Yard estão aturdidas com o mistério que rodeia o desaparecimento da jovem esposa de um nobre inglês, logo após a cerimónia de casamento.  Nobre de boas famílias mas com penúria de meios, o homem encontrou numa jovem filha de um milionário americano a solução para a sua solidão... e problemas financeiros. Suspeita-se que o mistério poderá ter a ver com os ciúmes de um antigo amor do nobre, mas Holmes deduz, pela cadeia de acontecimentos, a verdade. Afinal, a noiva já se tinha casado, anos atrás na américa. Um casamento feito de separações, com o marido disposto a triunfar como mineiro de ouro antes de reclamar, e que parecia ter terminado com a suspeita que este tinha sido morto num ataque de índios a um campo de mineiros. Afinal sobreviveu, e ao procurar pela esposa descobre-a noiva de um nobre inglês, viajando para Londres mesmo a tempo de se encontrar com ela logo a seguir à cerimónia de casamento. Nisto tudo, o final mais infeliz é mesmo o do saldo financeiro do nobre inglês abandonado no altar.

The Beryl Coronet - Um banqueiro londrino parece à beira de enfrentar a ruína. Aceitou uma jóia de valor incalculável como garantia de um avultado empréstimo rápido a uma figura da alta sociedade britânica, e sofreu um roubo em casa, onde desaparece parte da jóia. A culpa parece ser do seu filho, jovem distante do pai e cheio de dívidas de jogo, mas Holmes depressa deduz o inesperado. A culpa do roubo recai sobre o amante da sobrinha do banqueiro, uma rapariga recatada que cai facilmente nas mãos de um homem sem escrúpulos, e o filho estava a fazer o que podia para salvar a honra da família.

The Copper Beeches - Quando uma candidata a governanta pede conselho a Holmes sobre o seu futuro empregador, este fica intrigado com o ar de mistério sem que tenha razões aparentes para isso. Ao fim de alguns meses, estranhos acontecimentos na casa levam a governanta a contactar novamente o grande detective, e com isso a verdade descobre-se. A pacata família que a emprega encerra numa ala abandonada da sua mansão uma filha, prisioneira para que um casamento não retire ao pai, viúvo e casado em segundas núpcias, rendimentos vindos do dinheiro da sua mãe.

Sem comentários: