terça-feira, 17 de outubro de 2017

Normal


Warren Ellis (2017). Normal. Lisboa: TopSeller.

Como é que se penetra num local impenetrável? Normal é um porto de abrigo, asilo para futuristas profissionais mentalmente afetados pelos seus estudos sobre hipóteses de futuro. Olhar para o mundo, para os sistemas que o compõem, as colisões entre tecnologia de ponta e sociedade contemporânea, é olhar para o abismo. E quando olhamos para o abismo, o abismo pode olhar para dentro de nós e fulminar-nos. Normal é o local onde os futuristas demasiado danificados para funcionar em sociedade vão para recuperar, um hospício para loucura induzida por exposição às franjas radicais da especulação. Um local isolado, penetrado graças a um enxame de nano-drones que assume forma humana para vigiar as mentes especulatórias dos futuristas em recuperação. Um voo curto de Warren Ellis, talvez a exorcizar as suas experiências como conferencista em festivais de cultura radical contemporânea e futurista.

Sem comentários: