quarta-feira, 4 de outubro de 2017

Dylan Dog: ...e cenere tornerai; Gli abbandonati


Paola Barbato, Raul Cestaro, Gianluca Cestaro (2015). Dylan Dog #346: ...e cenere tornerai. Milão: Sergio Bonelli Editore S.p.A..

Ser investigador do oculto não é uma ocupação que traga prosperidade a Dylan Dog. Perante a iminente perda da sua casa, Dylan mergulha numa espiral depressiva, alienando todos os seus companheiros. Pior, começa a ter alucinações, caindo no mundo dos sem abrigo, espaço que vê de f0rma fluída com lentes de pesadelo. Transtornado, perde a perceção do mundo real e sente-se ameaçado por criaturas de mundos fantásticos e alternativos.


Paola Barbato, Giampiero Casertano (2015). Dylan Dog #347: Gli abbandonati. Milão: Sergio Bonelli Editore S.p.A..

Uma vila, engolida pelo crescimento desmesurado de um aeroporto, guarda um tenebroso segredo. Quem passa perto das casas abandonadas, corre o risco de desaparecer sem deixar rasto. Dylan, sem dinheiro e com o carro avariado, aceita investigar o desaparecimento de uma mulher e junto com o seu amigo e ex-inspector Bloch dirigem-se à vila perdida. O que os espera é um cenário de pesadelo: uma vila viva, que se alimenta daqueles que a habitam, que por estar abandonada rapta e aprisiona os incautos que dela se aproximam. Só o ritmo ensurdecedor dos aviões que aterram no aeroporto é capaz de travar os grilhões desta criatura  que tomou a forma de uma cidadezinha inglesa.

Sem comentários: