quinta-feira, 22 de junho de 2017

Dylan Dog: Destinato alla terra; Brucia, strega... Brucia!; Anarchia nel Regno Unito.


Giuseppe De Nardo, Luca Dell Uomo (2014). Dylan Dog #339: Destinato alla terra. Milão: Sergio Bonelli Editore S.p.A..

 Dylan vive um amor inquieto com uma inspectora da Scotland Yard em processo de divórcio, enquanto se descobre envolvido na trama de um milionário que utiliza uma forma sangrenta de magia para adivinhar os movimentos do mercado. Julgando que Dylan nasceu no mesmo dia do seu, o milionário aprisiona-o para o eviscerar e adivinhar o futuro nas suas entranhas. História com alguns momentos interessantes, mas claramente de segundo nível.


Giuseppe De Nardo, Gabriele Ornigotti (2014). Dylan Dog #336: Brucia, strega... Brucia!. Milão: Sergio Bonelli Editore S.p.A..

Dylan é convocado à pequena cidade de Greenhaven, que parece estar suspensa no tempo e onde a modernidade tarda em chegar, para auxiliar o padre local na investigação de algumas mortes misteriosas. Suspeita-se de bruxaria, algo que na cidade tem tradição. Na sua praça principal há uma estátua dedicada a uma bruxa local que foi queimada viva nos tempos das caças às bruxas. De facto, paira uma maldição sobre a cidade, e o espírito da velha bruxa vai influenciado algumas mulheres que buscam os poderes do oculto.


Gigi Simeone, Roberto Rechionni, Giampiero Casertano (2014). Dylan Dog #339: Anarchia nel Regno Unito. Milão: Sergio Bonelli Editore S.p.A..

A vida para Dylan Dog não ficou facilitada com a reforma do velho inspector Bloch. Os seus sucessores na Scotland Yard são-lhe abertamente hostis, e decidem fazer as suas apresentações a Dylan com um mandado de prisão, acusando-o de charlatanice. No entanto, enquanto Dylan é algemado, Londres irrompe em tumultos, com o espírito de um antigo combatente pelos direitos laborais, injustamente assassinado pela justiça, a possuir centenas de pessoas que, pegando em armas, sitiam e atacam os agentes na Scotland Yard.

Sem comentários: