segunda-feira, 2 de maio de 2016

Comics


 Batman #51: Com as devidas vénias a Frank Miller, cuja revisão do cavaleiro negro influenciou muito esta época de Scott Snyder e Greg Capullo aos comandos do título mais relevante da DC. É uma história calma, um parágrafo final após as aventuras tumultuosas que esta dupla infligiu ao personagem. Parece que é a despedida da equipe de argumentista e ilustrador, e ficará registada com uma das mais curiosas histórias do personagem nos últimos tempos.

Injection #09: É um dos meus prazeres culposos, admito. Fico sempre fascinado com a forma como Warren Ellis consegue tornar as atitudes de profundo autismo empático interessantes. E, claro, aquele pulso único da modernidade, de cyberpunk que conseguiu manter-se relevante nestes tempos em que os voos imaginários mais arrojados deste estilo se tornaram a banalidade normal de um dia a dia cuja realidade é um misto de carne tangível e imaterial digital.

Sem comentários: