quarta-feira, 10 de julho de 2013

Fumetti: Video Noir, Dampyr: Soldati di Ventura


Carlos Trillo, Eduardo Risso (2000). Video Noir. Roma: Mare Nero.

Sexualidade desviante e o oculto colidem neste policial negro. Ao investigar a morte de um colega um detective privado mergulha no mundo obscuro de uma apresentadora de programas televisivos infantis que usa o seu domínio sobre crianças de formas pouco recomendadas. Debaixo da aparência inocente a apresentadora é uma súcubo, pervertendo a inocência infantil em rituais satânicos. Misturando giallo com horror, o argumento  previsível e explorador de Carlos Trillo foi nitidamente criado a pensar nas vendas. Resta o traço expressivo de Eduardo Risso para conferir a aura noir a este fumetti policial.


Diego Cajelli, Fabrizio Russo, Enea Riboldi (2007). Dampyr Speciale n.º 3: Soldati di Ventura. Milão: Sergio Bonelli Editore S.P.A..

As aventuras do caçador de vampiros com sangue de vampiro e os seus companheiros levam-nos às profundezas das selvas do sudoeste asiático para combater a ameaça de um grupo de traficantes de ópio que se aliaram a um vampiro lendário da região. Ideia interessante, mas desenvolvida ao longo de cento e sessenta páginas de puro tédio. Decididamente Dampyr não faz parte dos meus personagens favoritos de fumetti.

Sem comentários: