quarta-feira, 11 de julho de 2007

Leituras

BBC | Antibiotic resistance countered Na batalha contra as bactérias, capazes de desenvolver resistência aos antibióticos, uma nova arma: os biophosphonatos, capazes de bloquear uma enzima essencial para as bactérias trocarem os seus genes. Em suma, um preservativo para bactérias...

Guardian | Hope for the alien hunters O recém descoberto planeta Gliese 581c é uma esperança para todos os que procuram a possibilidade de vida alienígena. Velho sonho da humanidade, a vida extra-terrestre, sempre tão imaginada, tem sido algo muito elusivo - basta perguntar aos entusiastas do programa SETI, que buscam, até agora em vão, sinais de vida alienígena perscrutando as ondas de rádio no universo, ou aos cientistas que inventam formas de tentar encontrar vestígios da vida microbiana que se pensa ter existido há milhões de anos atrás em Marte. Na Terra, os organismos extremófilos apontam para formas de vida pouco convencionais, capazes de sobreviver em ambientes extremos. No entanto, há limites para os ambientes extremos - o da chamada zona habitável, uma àrea da órbita de uma estrela em que um planeta não está demasiado perto para ter temperaturas demasiado elevadas nem demasiado longe para que a sua temperatura seja demasiado baixa. A Terra está precisamente dentro da zona habitável do sistema solar - um acaso quase divino. Gliese 581c, com temperaturas médias a rondar a escala entre os 0º e os 40º, também o parece estar. Estatísticamente, apesar da violência natural do cosmos e da sua incomensurável vastidão, a vida alienígena é possível. Basta encontrá-la, coisa bastante difícil neste universo onde as distâncias se medem em anos-luz - demasiado tempo para as nossas breves vidas.

Sem comentários: