quinta-feira, 18 de janeiro de 2018

Deadpool: Os Erros Pagam-se Caro

 
Gerry Duggan (et al) (2018). Deadpool: Os Erros Pagam-se Caro (Marvel Coleção Especial, #4). Lisboa: Goody.

Segunda leitura que faço de coisas destas personagem, e continuo sem perceber a sua atração e popularidade. Apesar de, em abono da verdade, esta edição da Goody incluir um conjunto de pequenas histórias sobre personagens secundárias do universo Deadpool que estão bem concebidas. Diria mesmo que o problema que tenho com Deadpool está mesmo aí, as suas histórias não são verdadeiras narrativas, são sucessões de piadas e punchlines com poses à mistura. O personagem é suposto ter piada, e a justaposição de humor negro com violência até funciona, o que falha é que os seus comics não passam disso. De certa forma, Deadpool representa um regredir da narrativa em comics até aos tempos dos argumentos simplistas da golden age, uma fuga à complexidade que se iniciou nos anos 70.

Por outro lado, não sou o público-alvo desta série, mas não é isso que me incomoda. É o foco excessivo na piada, esquecendo todos os restantes elementos narrativos. Uma característica que pode ter popularidade a curto prazo, mas dificilmente vejo este personagem a sobreviver ao inevitável esgotar da boa vontade dos fãs. Esta edição da Goody tem outro pormenor preocupante: a editora fez crer aos leitores que a sua série Marvel Coleção Especial seria composta por arcos narrativos fechados, o que torna algo surpreendente as histórias principais terminarem com um "continua num próximo volume da série". Defrauda as expectativas sobre esta coleção. Não faria mais sentido criar um título só para este personagem?

Sem comentários: