segunda-feira, 18 de dezembro de 2017

aCalopsia: The Last Jedi


Cumprindo o ritual anual, a Guerra nas Estrelas regressou aos cinemas. Não resistimos ao seu fascínio e mergulhamos no mais recente filme da saga. Chegámos de novo àquela altura do ano em que media e fãs voltam a mergulhar no frenesim anual de Guerra nas Estrelas. Com os planos da Disney para a saga, este tornou-se mais um ritual anual de natal, que se prevê não ter fim à vista. As folhas de cálculos dos estúdios dificilmente ficarão satisfeitas com o nono episódio.

O impacto cultural destes filmes na cultura popular é inegável, ao qual não é alheia a bem oleada máquina de marketing e merchandising. Para fãs de Ficção Científica, esta série traz as suas agruras, especialmente porque o tipo de fantasia que forma o seu universo ficcional está conotado pelo grande público como ficção especulativa. Ir ou não ao cinema ver este filme deixou de ser uma questão. É inevitável. Resta saber se vale mesmo a pena, se compensa o valor do bilhete. Pergunta de resposta óbvia para os fãs, mas nem tanto para os restantes potenciais espectadores. Crónica completa no aCalopsia: The Last Jedi, Sem Fim no Horizonte.

Sem comentários: