sexta-feira, 10 de abril de 2015

Ficções


O Beijo: Um conto intrigante de Alexandra Rolo, que deixa em aberto mais questões do que as que responde. O conceito de uma Lisboa subterrânea, misteriosa, no limiar das nossas percepções onde uma personagem feminina com toques fetichistas se vê envolvida é muito interessante. Mas a história em si é difusa e os seus porquês não são imediatamente aparentes. Aqui haveria necessidade de levar o conto mais longe. Na prosa da autora houve algo que me desagradou: a quantidade de vezes que repetiu a expressão "à medida que" num conto corto. Haverá certamente maneira mais elegante de dizer o mesmo. Apesar disto não deixa de ser uma obra intrigante que pede para ser mais desenvolvido. E kudos para o sentido de elegância de vestuário expresso no conto!

O País das Quimeras: Conto de Machado de Assis, precursor do fantástico brasileiro. Um poeta esfomeado, belo de rosto mas desfigurado de porte, vê-se obrigado a entrar num negócio com um homem rico que lhe paga pelos poemas com a condição destes serem apresentados como da sua criação. Desconsolado, encontrará novo ânimo nos braços de uma sílfide que o levará a um país mágico, habitado pelos seres que geram a inspiração de todos os homens e mulheres que ousam sonhar. Conto que começa com descrição seca e termina em delírio orientalista, com uma viagem a um país de cocanha onde as ideias e a inspiração ganham vida.

Sem comentários: