quarta-feira, 26 de março de 2014

Welcome to Night Vale


Joseph Fink, Jeffrey Cranor, Cecil Baldwin (2013). Welcome to Night Vale. Commonplace Books.

Distinguimos as ficções de género pelos elementos iconográficos que lhes estão associadas. A cada género corresponde um conjunto vasto de elementos bem definidos e esperamos que os autores os utilizem de formas inventivas. Alguns concentram-se em elementos específicos, outros são mais abrangentes. E por vezes encontramos formas que conseguem coalescer os mais díspares elementos de um género ficcional numa narrativa coerente que nos faz sorrir pelo elevado número de referências iconográficas que consegue utilizar mantendo-se como história coerente.

O que dá gosto a este Night Vale é a forma como remistura os mais díspares elementos do fantástico e do horror numa narrativa episódica sempre surpreendente e divertida. Night Vale é uma série de podcasts regulares que replica um programa de rádio comunitária informativo sobre a vida numa atípica cidade americana.

Night Vale é descrita como saída daqueles filmes melosos sobre as delícias suburbanas, se a tranquilidade burguesa fosse mantida por uma força policial secreta, entidades tenebrosas do além espaço e éditos à população que lhes exigem os comportamentos e pensamentos certos, senão destinos piores do que a morte aguardam os prevaricadores. Em Night Vale há casas que ocupam espaços interdimensionais, criaturas lovecraftianas ocultam-se nos becos, os bibliotecários são perigosas criaturas sanguinárias, as montanhas que se vêem ao longe no deserto não existem por decreto camarário, a escola local tem como director uma nuvem brilhante de tendências totalitárias. Estranhos acontecimentos sucedem-se na vida da vila, contados por uma voz optimista que vai relatando os eventos mais espantosos e tenebrosos da relativa segurança da estação de rádio.

A mistura de absurdo surreal com iconografia de horror é perfeita. Night Vale está na intersecção de Lovecraft, Ligotti, M.R. James e Borges, com uma dose saudável de humor dadaísta. O podcast pode ser escutado no SoundCloud, e é uma experiência que se recomenda. Alguns fãs dedicados vão disponibilizando transcrições dos episódios, disponíveis no google drive em vários formatos. Sigam o conselho amigo dos agentes velados da polícia secreta e vão ouvir Night Vale. Senão... os bibliotecários devorar-vos-ão as mãos, o dragão de cinco cabeças que também é um homem candidato à câmara da cidade chamusca-vos o cabelo, a nuvem brilhante que domina a escola irrita-se,

Sem comentários: