quarta-feira, 11 de setembro de 2013

Ficções

What Doctor Ivanovich Saw: O intrigante Bitter Seeds foi o início da trilogia Milkweed, história alternativa da II Guerra onde a Alemanha avançava pela Europa graças aos panzers e às botas cardadas do resultado da mistura entre genética e electricidade, um grupo de seres mais que humanos com capacidades pré-cognitivas ou mortíferas. Resta uma aliança inquieta entre uma União Soviética que não hesita em utilizar a sua imensa reserva de carne para canhão e um Reino Unido que recorre à magia negra com sacrifícios humanos à mistura para travar o avanço germânico. Ainda não li os restantes livros da trilogia, por causa da habitual combinação entre acasos do tempo e as minhas reticências às trilogias, por isso não sei em que caminhos de desenvolveu a história. Devo dizer que foi um encanto voltar a mergulhar na prosa sólida de Tregillis graças a este conto saído na Subterranean Press. Após Greta, pré-cognitiva alemã, se render ao soviéticos o império germânico desaba e a União Soviética controla a Europa. A guerra continua na Ásia, onde o Japão resiste a custo. Os soviéticos estão a tentar sem grande sucesso criar os seus super-seres, e descobrem que afinal a infame Unidade 731 do exército japonês (historicamente infame pelo historial de experiências de guerra química e bacteriológica sobre a população chinesa) está mais avançada na recriação destas poderosas criaturas do que se pensava. O que se segue é um sangrento jogo de xadrez estratégico, onde um investigador amargurado pela perda dos filhos em combate é manipulado de forma muito subtil por uma pré-cognitiva. Esta, pouco interessada em possíveis rivais, consegue colocar em marcha a aniquilação dos projectos japoneses à força de bombas incendiárias. Como pormenor curioso temos a aparição fugaz de uma das criaturas japonesas que se assemelha mais a um espírito fugaz do que endurecido combatente.

O Luís Filipe Silva anda a preparar qualquer coisa, e pelo que se lê nos rascunhos que está a deixar vislumbrar online, promete. Para já descortinamos uma ordem galáctica de recortes troikistas com uma nauseabunda espécie alienígena a ditar condições sob o disfarce da bonomia, um encontro de espécies promovido pelos espoliados terrestres, e uma personagem feminina encarregue de organizar o encontro que se dará na delapidada estação espacial em órbita terrestre. Podem ler as aventuras de Sandra entre políticos sebosos e alienígenas inquitantes aqui e aqui. Confesso que fiquei muito curioso com os Angst. Uma espécie mente-colmeia capaz de cooptar outros alienígenas?

What Doctor Gottlieb Saw: Ainda numa onda milkweed, um regresso à história alternativa de Ian Tregillis com um conto que se assume como o ponto de partida do seu universo ficcional. Antes da guerra, quando os geneticistas nazis estão a dar os primeiros passos na combinação de genética e tecnologia, a pré-cognitiva Greta mostra as suas garras numa trama subtil que convence um dos investigadores que os poderes e intenções da criatura não serão contidos pelos espartilhos sonhados pelos ideólogos cegos pelo seu orgulho.

Sem comentários: