sábado, 2 de março de 2013

Creepy (III)


Jerry Grandenetti


Jerry Grandenetti


Jerry Grandenetti



Jerry Grandenetti 


Steve Ditko


Neal Adams


Steve Ditko


Steve Ditko

Apesar de manter um estilo icónico, a Creepy não era avessa a inovações. Jerry Grandenetti dava um carácter expressionista aos contos de terror. Desconhecia este ilustrador, que certamente se inspirou na iconografia tétrica do Expressionismo alemão. O lado mais negro dos blaue reiter e O Gabinete do Dr. Caligari vêem à mente. Num dos contos, a bela mulher é indissociável da ideia que tenho da Ligeia  de Edgar Allan Poe. Aparentemente, uma vinheta de Grandenetti inspirou Roy Lichtenstein para um dos seus quadros. Steve Ditko evoluía para o seu muito pessoal traço de surrealismo psicadélico. Neal Adams mostrava a elegância classicista do seu traço.

Sem comentários: