terça-feira, 12 de fevereiro de 2013

Toque freudiano


A arquivar na categoria capas não intencionalmente freudianas. Uma ruiva de volumoso peito aberto fascinada por um fálico míssil que sai de formas similares a pernas. Mãos ameaçadoras agonizam o primeiro plano. Para sublinhar o efeito o míssil brilha. Nem vou comentar a associação possível com as videiras que envolvem a zona central. A carga sexual desta capa ainda consegue ser sublinhada pela byline acima do título. Ilustração de ficção pulp no seu melhor, a usar com eficácia a iconografia do género para atrair o leitor. Mais capas evocativas do estilo de ilustração de ficção científica dos anos 50 e 60 do século XX (mas menos ambíguas do que esta pérola) no Golden Age Site.

Sem comentários: