domingo, 13 de janeiro de 2013

Fantasias Mecânicas


Está patente no Museu da Marioneta em Lisboa uma surpreendente exposição de marionetas mecânicas criadas pelo artista argentino Diego Gilardi. São curiosos exemplares de mecatrónica feérica com um toque surreal cuja aparente complexidade esconde uma simplicidade elegante.


A forma das criaturas vive de uma mistura entre o orgânico recriado em chapa metálica e das estruturas intricadas que permitem movimentos.


Algumas das marionetas expostas são esqueletos mecatrónicos destinados a ser cobertos por pele artifical, outras são variações feéricas animadas, elegantes aglomerados de alumínio cortado, parafusos, arames e molas que ganham vida nas mãos do seu criador e manipulador.


Gilardi confessa-se inspirado pelos robots de Asimov, mas é-me impossível não anotar um óbvio toque clockpunk visível na estética de engrenagens expostas e particularmente aparente neste autómato criado a partir de uma caixinha de música mecânica.

Sem comentários: