segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

2013


Os futuros prometidos parecem-nos tão distantes nesta era onde as maravilhas digitais são banais e os apocalipses financeiros suplantam as mais arrojadas distopias ficcionais. 2013 promete ser um ano de guerra contra o espírito opressivo do tempo em que vivemos. Vamos à luta?

Sem comentários: