terça-feira, 21 de agosto de 2012

História Trágico-Marítima

António Sérgio (2008). História Trágico-Marítima. Lisboa: Sá da Costa.

Este não é o livro clássico que detalha desventuras navais da era da expansão portuguesa. Adaptação de António Sérgio, selecciona cinco histórias de naufrágios de naus na carreira da Índia. Mais do que histórias de tragédia marítima, salta à vista o lado impiedoso dos homens que se faziam ao mar. Após a tormenta do naufrágio seguiam-se maiores tormentas, onde a acreditar nos relatos coligidos os sobreviventes não hesitavam em abandonar companheiros de infortúnio em alto mar ou em baixios desolados, deixando-os para a morte à força de armas. As desventuras sucedem-se: acidentes, tempestades, navegadores incompetentes, fome, sede, doenças, nativos pouco amigáveis ou piratas em alto mar. Cada uma das histórias contidas neste tomo daria um excelente filme catástrofe, a sublinhar a impiedade humana naqueles piores momentos em que da união tudo depende.

Sem comentários: