segunda-feira, 23 de julho de 2007

Como Leakey

Dia de trabalho na escola, com os alunos em férias. Chegar, dirigir-me à sala onde um colega de trabalho estava a desmontar velhos pcs esquecidos nas arrecadações em busca de componentes reutilizáveis. Tentar encontrar ratos usb para colegas que não se ajeitam com os touch pads dos computadores portáteis. Sem sucesso. Ajudar a pôr a funcionar uma velha máquina a correr Windows 98 com memórias, drives de cds e discos rígidos canibalizados a outras velhas máquinas. A ideia é ter uma máquina de apoio a alguns professores que assim o pediram, sem preocupações de versões recentes, disponível numa arrecadação. Instalar o OpenOffice no dito PC, através de uma drive flash. Encontrar controladores usb compatíveis com o Win98 para a dita drive flash. Necessitar de uma diskette para transportar os controladores de um computador para aquele que realmente necessita, e descobrir que, realmente, a diskette está em vias de extinção acelarada. Após localizar uma dikette, entrar na sala onde estavam outros professores empunhando a diskette como uma hóstia, proferindo as palavras "imagino como Schliemann se sentia ao empunhar a máscara de agamemnon" (ninguém percebeu), tentando novamente com "imagino Leakey a segurar pela primeira vez nos ossinhos da Lucy" (uma colega percebeu).

Regressar a casa, ligar o computador, passar a tarde à volta dos nós, linhas e gradientes no corel. O dia clareou, talvez lá para o anoitecer dê um pulinho à praia.

Sem comentários: