domingo, 6 de setembro de 2015

Only shrapnel



 Ian Bogost a acertar em cheio no carácter fragmentário da cultura contemporânea. Não há vozes dominantes, apenas uma míriade infinda de fragmentos.


 Ou, colocando de outra forma, a masteclass do Thog anda cheia de alunos.

 Ian Bogost (2015). How To Talk About Videogames. Minneapolis: Minnesota University Press.

Sem comentários: