sexta-feira, 24 de outubro de 2014

Ficções

Alan Bean Plus Four: Aposto que há por aí muito escritor ou aspirante a escritor a sentir-se furibundo e a pensar "bolas, este tipo escreve um conto e vai logo parar à New Yorker só porque é actor de filmes de primeira linha". Já o mundo online prefere colocar o actor antes do escritor porque, convenhamos, Tom Hanks não ganhou fama pela sua voz literária. Mas tem-na, tal como o eterno problema de ter fama e querer reconhecimento noutro campo mais intelectual. O conto em si não é mau. Tem o seu quê de paródia bem humorada às ideias sobre exploração espacial privada, com a história de um grupo de amigos que no quintal e com tecnologia amarfanhada constrói uma nave para os levar a fazer uma órbita à lua. O tom optimista disfarça um rigor científico inexistente, mas o que sobressai é um profundo respeito nostálgico pelos tempos do the right stuff, do sonho da exploração espacial, do fascínio pelos foguetões capazes de levar o homem a pisar a Lua. Essa nostalgia futurista quase chega para perdoar a mediania numa publicação que sempre nos habituou à excelência.

An Officer and a Gentleman:  O livro Steampunk's User Manual, editado por Jeff Vandermeer, parece um daqueles típicos shut up and take my money, cheio de vislumbres cuidadosamente escolhidos pela edição sagaz de Vandermeer. Este conto faz parte do livro. É um momento de pura aventura steam, com piratas do ar a assaltar mercadores aventureiros. São batalhas em tudo similares às histórias clássicas de pirataria com dirigíveis a vapor. E no centro disto um jovem herói que tem de provar perante si e os seus companheiros a sua coragem e capacidade de liderança. É um belíssímo teaser para o livro e para a série Pneumatic Zeppelin de Richard Ellis Preston. É um docinho delicioso a tocar nos pontos certos que os fãs de steampunk adoram.

Sem comentários: