domingo, 15 de junho de 2014

Cada vez melhores


Saído direitinho dos idos de 1992. É interessante ver como o estilo comunicativo de computador como objecto útil e de desejo se manteve. Não me parece essencialmente diferente de um anúncio a portátil ou tablet de hoje, sublinhado a ideia de possibilidades abertas com tónica na produtividade. E é divertido olhar para as especificações topo de gama da época e comparar com as de hoje. Vai um portátil de três quilos com ecrã monocromático e um disco de 43mb? Sorrimos, pensamos no quanto a iteração tecnológica se desenvolveu, reflectimos no que realmente não se alterou. As tecnologias de ponta envelhecem mal, são precisas décadas até recuperarem a elegância da nostalgia.

(Andava a arrumar a biblioteca e dei com este anúncio numa revista de 1992. Impossível não parar para registar a memória da história recente da tecnologia digital.)

Sem comentários: