domingo, 16 de fevereiro de 2014

Vingadores #01


Se gostam de banda desenhada, comics, filmes de super-heróis ou leituras divertidas experimentem estas novas revistas. Na primeira edição a super-equipe do Homem de Ferro, Capitão América, Hulk e Thor enfrenta uma ameaça cósmica em Marte e, capturada pelos vilões, tem de recorrer... e mais não conto, vão ler! Vi a notícia no Leituras de BD e, poucos dias depois, numa saída culposa da Fnac deparei com este à venda. Saiu de lá a acompanhar o Dicinário de Lugares Imaginários. E não resisto a um finalmente. Esta iniciativa recupera para edição portuguesa alguns dos mais icónicos comics da Marvel. A Panini vai colocar regularmente nas bancas os Vingadores, o Homem-Aranha e os X-Men. Só se pode aplaudir a iniciativa, e esperar que cative leitores. Tal como o Leituras de BD eu também preferiria comics da DC, mas parece-me que o importante aqui não é agradar aos fãs de sempre do género mas sim cativar novos leitores. O preço é relativamente acessível, mas recompensador se notarmos que cada edição colige três histórias. A aposta na Marvel não foi certamente feita às cegas e pessoalmente suponho que tem tudo a ver com a fortíssima investida da editora no mercado transmedia, recriando-se no cinema e unificando o universo ficcional dos seus comics com a reinvenção para o grande ecrã. São filmes que atraem as atenções dos jovens e a extensão à publicação regular de comics é uma boa ideia.

Os fãs são-no e sempre serão. Se estes novos títulos, impressos em papel de boa qualidade, cheios de histórias actuais e de preço acessível forem bem sucedidos nas faixas etárias mais jovens criam-se condições para a continuidade do fandom. Novos leitores são sempre bem vindos. Honestamente penso que há espaço e interessados. Basta-me olhar paras os meus alunos e os seus gostos pelo manga e anime. Se houver oferta acessível vão pegar nela e começar a gostar, até porque já têm pontes com o que vão ver aos cinemas. O que me recorda: hora de chatear a coordenadora da biblioteca da minha escola, porque estas revistas não ficariam nada mal na oferta aos alunos que frequentam o Centro de Recursos.

Sem comentários: