segunda-feira, 29 de abril de 2013

Comics


The Manhattan Projects #11: É um prazer ler esta dose mensal de ficção científica surreal. Hickman reúne as suas transformações de personagens históricos na lua para detalhar as próximas fases da expansão secreta desta curiosa sociedade de engenhosos inventores pelo sistema solar. Já agora, a guerra fria é um embuste para concentrar recursos que permitem o financiamento das tecnologias de ponta dos projectos e Oppenheimer tem uma agenda secreta. Ou, sendo mais preciso, uma das personalidades de Oppenheimer tem uma agenda secreta.


The Unwritten #48: Se a série parece estar condenada à circularidade, repetindo-se com pequenas variações, o humor de Mike Carey não deixa de se fazer sentir. Confesso-me um fã apaixonado pelo coelhinho psicótico que traça um caminho de devastação por onde passa.


Witch Doctor Malpractice #06: A primeira série de Witch Doctor deslumbrou pela criatividade na mistura divertida de géneros com um horror bem humorado. Esta segunda série parece ter sido desenvolvida de forma mais apressada para manter o interessa na personagem. Notou-se particularmente na ilustração, bastante abaixo do nível estabelecido na primeira série. Mas a premissa deste médico excêntrico do oculto e  os seus estranhos companheiros é muito boa. Basta olhar para as vinhetas finais desta segunda série para perceber que o Dr. Morrow vai mergulhar em novas aventuras.


Justice League Dark #19: Um prazer culpado. Mete Constantinte, Frankenstein Agent of S.H.A.D.E. e Madame Xanadu à mistura numa super-equipa que combate ameaças do oculto. E tem Jeff Lemire nas rédeas, embora se deva dizer que é um Lemire muito mais comedido do que o destravado do genial Frankenstein Agent Of S.H.A.D.E.. Mas algo parece indicar que os níveis de esquisitice bem humorada com vénias ao terror e aos comics estão para regresssar.

Sem comentários: