sábado, 15 de dezembro de 2012

Comics


Batman #15: A DC parece apostada em destruir a inovação da era 52 e a regressar aos crossovers repetitivos. Tão repetitivos que Batman está reduzido ao rebuscar dos principais arcos de eras anteriores. Desta vez, death in the family cruza-se com plágio descarado ao Arkham Asylum de Grant Morrison e Dave McKean. Torna-se claro que a DC decidiu apostar num público desconhecedor das referências...


Before Watchmen: Dr. Manhattan #03: É uma profunda homenagem ao original de Alan Moore, com um refinamento das ramificações temporais que Moore aflora. J. Michael Straczynski estica os limites do übermensch de Watchmen numa direcção próxima do psicadelismo. Este é um dos poucos títulos das prequelas de Watchmen que está a mostrar potencial.


Before Watchmen: Rorschach #03: O outro título interessante das prequelas que tanto irritam Alan Moore é a redescoberta de Rorschach em tom de policial muito negro por Brian Azzarello. A ilustração a condizer de Lee Bermejo dá a este comic uma personalidade muito própria.


Um primeiro painel absolutamente brilhante para Change, novo título da Image Comics. Mas se a introdução deslumbrou tudo o resto descarrilou.


The Massive #07: O mergulho na hipermodernidade caricaturada por Brian Wood continua. Desta vez os eco-guerreiros do navio Das Kapital mergulham nas intrigas de uma nação flutuante, estado criado a partir de plataformas petrolíferas ocupadas por refugiados das inundações que alagaram a orla costeira do sub-continente indiano. Imaginem sealand escalado ao nível de multiplas plataformas de extracção de petróleo de grandes dimensões com desastres ecológicos e percebem a ideia.

Sem comentários: