quinta-feira, 7 de junho de 2012

Comics


iZombie: Começa a sentir-se uma certa rotina no título. O brilho do arranque desvaneceu-se e começa a procura de algo que mantenha o elevado nível. Mas o traço de Allred por si só é boa razão para ir acompanhando. E ainda somos premiados com coisas destas. Ah, os bons velhos tempos dos apocalipses zombie.


Menz Insana: não particularmente interessante, apesar dos esforços de John Bolton. Mas não resisto a uma dose mcluhanista.


Dial H: China Mièville leva o surrealismo absurdo aos comics mainstream. Sente-se uma intencional falta de coerência, com muitas vertentes por explicar que vão caindo em cima do leitor sem aviso prévio.


Swamp Thing: Scott Snyder não está a correr riscos. O reboot DC52 do monstro do pântano lê-se como uma releitura do trabalho de Alan Moore nos anos 80. Um literal regresso às raízes.

Sem comentários: