domingo, 17 de junho de 2012

Airboy


A ler a mais recente iteração de um clássico da golden age, agora ressuscitado em estilo manga pela Antarctic Press. Não está mal, até porque não é difícil melhorar o original. O ilustrador Ben Dunn fez um excelente trabalho com o desenho de aeronaves. A (... o?) improvável Birdy ficou com um belíssimo aspecto, fiel ao original mas reminiscente de aeronaves como o me 163 Komet. Confesso é que nunca percebi porque é que o avião bate as asas.

Sem comentários: