quinta-feira, 5 de abril de 2012

Sebastian O


Grant Morrison, Steve Yeowell (2004). Sebastian O. Nova Iorque: DC Comics.

Uma estranha mistura. Parte ficção vitoriana inspirada nas aventuras anti-moralistas de Oscar Wilde parte puro steampunk parte lição literária sobre simbolismo, Grant Morrison mostra-nos um final do século XIX alternativo, onde computadores vastamente mais poderosos do que os engenhos diferenciais de Babbage prometem a emergência de uma realidade virtual que se irá sobrepor ao real concreto. Para colocar um ponto final aos planos nefários do impulsionador desta hiperrealidade vitoriana, resta Sebastian O, dandy em busca de vingança mas que insiste em estar sempre bem vestido para a ocasião. A ilustração, com vislumbres surreais e steampunk de uma Londres utópica, faz jus às ideias em colisão de Morrison.

Sem comentários: