sexta-feira, 13 de abril de 2012

Reinventar o Avatar Studio

 Ás voltas com o desenho de um interface actualizado para o Avatar Studio. É um programa antigo cujo código de criação e exportação de avatares está a ser actualizado. Junto com as novas possibilidades de criação e animação, pode ser criado um novo visual. Este é um primeiro rascunho para assentar ideias.

 O interface antigo é funcional e de fácil utilização. Optei por não mexer nos princípios gerais e actualizar o esquema de cores, tipos de letra e ícones do programa.

 O cérebro vai queimando neurónios com as ideias e o primeiro passo é sempre registar no mais verstátil dos media: o papel. Um bloco e uma caneta são belos auxílios ao pensamento.

 Para redesenhar os ícones pensei em algo estilizado, às voltas com símbolos convencionais e estética digital. Ainda está em fase de rascunho inicial. Sinto que a seta é o caminho a seguir. Linhas rectas, geometrização, cores próximas no espectro. A ideia é sublinhar o artificialismo de um avatar 3D. Por muito realista que pareça, é uma mesh 3D composta por centenas de polígonos. Porque não assumir a geometria?

Depois dos estudos e de afinar os pormenores de esquema de cores e desenho dos ícones, vem o trabalho duro. O interface do Avatar Studio é criado a partir de dezenas de imagens em pcx que o programa reúne no GUI. Há que ir um a um...

Software utilizado: Inkscape para redesenhar os ícones, letra e interface; Gimp para edição dos pcx, e IrfanView para visualizar as imagens. Tudo gratuito ou open source.

Sem comentários: