terça-feira, 22 de novembro de 2011

Hitler's Master of the Dark Arts


Bill Yenne (2010). Hitler's Master of the Dark Arts: Himmler's Black Knights and the Occult Origins of the SS. Zenith Press.

Para aqueles momentos de sobrecarga cognitiva não há como umas leituras sobre os aspectos mais insanos do regime de sanidade duvidosa que marcou indelevelmente a história europeia do século XX. Mas, apesar do título prometedor, este não é um livro que mergulha nas alucinações lendárias associadas ao lado mais esotérico do nazismo, a par com as especulações fantasistas delusionais de armas secretas, discos voadores e bombas nucleares. Antes, é um retrato de um oportunista apaixonado por uma amálgama de ideias esotéricas de carácter pouco são centradas na superioridade de uma idealista antiga raça germânica. Com base em ideários dúbios, Himmler tentou criar nas SS um culto de poder que, embora bem disfarçado com adereços e rituais temíveis, não passava de justificações para uma vontade de protagonismo e sede de poder absoluto. E todos sabemos no que resultou. Caos, morte e destruição.

Sem comentários: