terça-feira, 25 de outubro de 2011

Shock Value


Jason Zinoman (2011). Shock Value: How a Few Eccentric Outsiders Gave Us Nightmares, Conquered Hollywood, and Invented Modern Horror. Nova Iorque: Penguin Press.

Zinoman centra a sua leve análise das raízes do cinema de terror contemporâneo num momento pivot da história do género: a época entre o final dos anos sessenta e os inícios dos anos oitenta em que o terror chocante, cerebral e amoral atingiu as salas de cinema. Antecedida como um sub-género alimentado de clichès e de uma certa decadência ridícula assente numa iconografia antiquada, e sucedida por um proliferar de obras de grande impacto mediático dependentes de vistosos efeitos especiais embora na maioria dos casos sem qualidade equivalente, a época retratada em Shock Value legou-nos alguns dos maiores e mais marcantes clássicos do cinema de terror - filmes como Rosemary's Baby, The Texas Chainsaw Massacre, Halloween, Alien, Night of the Living Dead ou The Shining, alguns dos quais geraram novos sub-géneros cinematográficos. O autor estabelece a análise através das teias de relações entre os principais realizadores e argumentistas, das suas lutas pessoais por colocarem no grande ecrã visões muito próprias, defendendo uma tese que encara estas obras como marcantes e momentos de viragem na forma como encaramos o filme de terror.

Sem comentários: