quinta-feira, 22 de março de 2012

Odd and the Frost Giants


Neil Gaiman (2008). Odd and the Frost Giants. Londres: Bloomsbury.

Sempre que leio Gaiman em registos mais simples imagino uma voz de sotaque eminentemente britânico a pronunciar elegantemente as palavras que narram a história. É esta oralidade literata o que me atrai na prosa deste escritor, mais do que a sua visão bucólica do fantástico ou as interessantes histórias. Conto infantil, de volta ao velho tema de ritos de passagem/jovem perdido que encontra o seu lugar no mundo que é tão habitual em Gaiman, leva-nos ao medievalismo nórdico e às lendas de Asgard. Mas o melhor deste livro é sentir aquela voz a sussurrar na mente, envolvendo-nos na história...

Sem comentários: